Banner site2_edited_edited.jpg

Lairana
[
PINTURAS]

A artista bauruense Lairana é graduada em Desenho e Plástica pela Fundação Educacional de Bauru, Doutora em Arte pela Universidade de São Paulo - ECA/USP, e Professora aposentada pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP.

De acordo com o historiador e jornalista Ney Vilela, "Lairana é uma artista nascida em Bauru, mas que conseguiu ser – ao mesmo tempo – representante de uma cultura local e construir uma obra cosmopolita; fazer-se compreender por seus vizinhos e por habitantes de países longínquos. Lairana é uma intelectual, é uma doutora em artes pela prestigiada Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, mas suas impressões – transformadas em milhares de obras – fazem dela aquilo que os antropólogos chamam de “observadora participante”. Sua carreira de sucesso a fez dezenas de vezes premiada em salões oficiais e levou seus quadros a lugares tão distantes e surpreendentes como o Japão e República Sul-Africana (além de praticamente todos os países da América e da Europa Ocidental). "

Com obras coloridas que transpiram natureza, Lairana expõe em Reverdecer pinturas com traços marcantes e formas orgânicas que encantam e alegram qualquer ambiente. Para a artista, a beleza da natureza é sua maior fonte de inspiração, "meus pais sempre cuidaram amorosamente dos jardins de minha Infância e adolescência. Na fase adulta tive oportunidade de apreciar a natureza de diferentes lugares do Brasil, América do Sul…do mundo. Explorei o mais que pude desde meu jardim aos lindos nichos mundo afora."

Conheça mais as peças de Lairana em nossa loja Autoria Design.

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

Jailson Rosendo da Silva e Juliano Guidi 
[
ESCULTURAS]

Jailson Rosendo da Silva e Juliano Guidi 
[
ESCULTURAS]

Jailson.jpg
Jailson2.jpg

JAILSON ROSENDO DA SILVA

Nascido em 1969 na cidade de Boca da Mata, Alagoas. Jailson iniciou seus trabalhos com madeira aos 12 anos, na cidade de Junqueiro Agreste. Ainda em Junqueiro trabalhou com serraria, marcenaria, carpintaria, serralheria e pintura automotiva. Foi para São Paulo em 1988, onde trabalhou com obras de arte, entalhe e escultura, fabricação e restauração em madeira. Realizou restaurações e fabricação de obras de arte da artista Bia Doria por cerca de 12 anos. Neste último trabalho restaurou a obra de arte "As Bailarinas", peça em madeira de cedro. Além da restauração de móveis do século XIX, portas e janelas do início do século XX, no Memorial Eneias. Ministrou cursos em programas do estado de São Paulo de arte em madeira. Atualmente é graduando em licenciatura em Artes Visuais.

Ao longo de seu trabalho aprendeu uma pluralidade de técnicas, utilizando diversos materiais: metal, pedra, mármores, pedra sabão, granito, resinóides diversos, reuso de materiais descartados e reuso de resíduos de madeira. Tendo sempre uma preocupação com o princípio 8R e as ODS.

logo21.png

JULIANO GUIDI - ATELIER RESIDUAL

   

Com uma carreira profissional voltada para as questões ambientais e com valores que contemplam a sustentabilidade, Juliano Guidi se sente realizado transformando algo bruto em arte.

A essência do Ateliê Residual Arte & Design está no respeito e paixão pelas linhas orgânicas encontradas na natureza. Sem nenhum corte de árvore, os resíduos (troncos, raízes e galhos) passam mais de 40 anos na natureza até serem descobertos pelo olhar do designer Juliano Guidi. Nesse instante acontece o processo “mágico”, onde as madeiras descartadas são transformadas em peças únicas e exclusivas.

O Ateliê Residual Arte & Design tem como propósito contribuir para um ambiente de alta decoração, traduzindo a personalidade do cliente através de peças que falam por si. Oferece alto padrão de acabamento, a qualidade indiscutível das madeiras brasileiras. e busca constante por inovação, reforçando uma trajetória que une design e arte de forma sustentável.

SOBRE AS OBRAS DA EXPOSIÇÃO, segundo Jailson:

O artista vê a natureza como uma forma inexplicável e eterna, com sua beleza única e incomparável, onde a ação destruidora e consciente do ser humano não consegue eliminar, mesmo sendo cortada, serrada, triturada, queimada e transformada em cinza renasce com mais força e elegância porque ela ainda está lá. Em relação madeira " morta " o artista preserva sua maior parte com suas características naturais, deixando assim que suas supostas imperfeições criadas pelas queimadas ou ações da própria natureza permaneça intacta. Ao contrário de muitos ele usa a matéria prima e a transforma em outra obra de arte onde o espectador irá notar duas ações diferentes em uma única obra.  Sua criação consiste em peças únicas e sem emendas, sem uso de pregos, parafusos, cola, ou outros tipos de fixadores. Para ele, esse tipo de materiais  destrói a obra com suas imperfeições e inaturalidade. Sendo assim, ele considera esses elementos como uso e criação de uma outra técnica.  Em seu acabamento, ele mantém o mais natural possível, sem o uso de agentes nocivos à saúde e ao meio ambiente. É um dos poucos artistas plásticos que tem sua preocupação voltada totalmente para a conservação da natureza. Com o uso do fogo, ele embeleza a obra, dando tons diferentes às suas obras abstratas e demonstrando claramente que o material duro pode ter sua leveza com suas curvas e dobras.

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom